Marcas Há 632 marcas

por página
Mostrando 1 - 30 de 632 itens
  • 5 e Meio



    O mundo quis, quatro pessoas avaçaram e a cerveja 5 e meio nasceu
    Fruto de um programa de crowdfunding,conseguimos obter os equipamentos  para iniciar a arte de fazer cerveja artesanal.
    Primamos por uma cerveja 100%artesanal isenta de aditivos quimicos.
    Resulta num produto naturalmente turvo com vestigios de deposito mas com corpo,sabor,textura e qualidades superirores.
    Sempre á procura de diferenciação tentamos inovar tentamos utilizar recursos locais e naturais nas nossas cervejas,o que não nos tem impedido em sabores de outros mares.
    Isto confere a cerveja 5 e meio um caracter único e distinto.
  • A Emília Portugueza

  • A&D Wines



    Localizadas na sub-região de Baião, as propriedades Casa do Arrabalde, Quinta dos Espinhosos e Quinta de Santa Teresa são compostas por parcelas de vinha de produção baixa a moderada, em solo predominantemente granítico, que se estendem por 45 ha de vinhas.
    As 3 propriedades apesar de localizadas no mesmo concelho, possuem características com diferenças notáveis entre si:
    A vinha da Casa do Arrabalde exposta aos contrafortes do Marão e com implantação a uma quota de 490m, produz uvas com maturação tardia, e assinalável expressão aromática e frescura.
    A vinha da Quinta dos Espinhosos, situada a uma quota semelhante, 470m, mas protegida por área florestal que a circunda, tem vindo a evidenciar a sua apetência para produção de Avesso e Chardonnay de elevada qualidade. Conduzida em cordão royat, encontra-se em processo de conversão para agricultura biológica.
    A Quinta de Santa Teresa, a mais recente incorporação neste projeto, localiza-se literalmente no limite entre a região dos Vinhos Verdes e a região do Douro. As suas vinhas situam-se a uma quota que vai de 150 a 340m. Aqui a rebentação acontece cedo e as maturações são precoces, as vinhas dispõem-se em socalcos separados por grandes muros de granito. Esta é a localização de excelência do Avesso, casta com acidez notável e que goza da oportunidade de um amadurecimento completo permitindo revelar nos vinhos monocasta o seu grande potencial de envelhecimento. Encontra-se em conversão para agricultura biológica.
    Nas vinhas, a nossa missão passa fundamentalmente pelo acompanhamento cuidado das mesmas e sua envolvente, mantendo uma cobertura vegetal natural do solo e incentivando a biodiversidade do mesmo.
  • Adega 23




    Uma oftalmologista sem experiência como produtora de vinho lançou-se numa aventura na Beira Interior, zona de poucas vinhas. Com o enólogo Rui Reguinga, a Adega 23 lançou já um branco e um rosé. O tinto acaba de chegar ao mercado.

    Saiba mais em : Adega 23
  • ADEGA COOPERATIVA DA COVILHÃ

  • Adega Cooperativa Lourinhã



    As nossas aguardentes são controladas pelo cumprimento e aplicação do regulamento que estabelece as condições dos solos, as características de cultivo e de tecnologias de vinificação, conservação, destilação, envelhecimento e engarrafamento que devem ser seguidas para que a produção obtida possa usar a menção DOC “Lourinhã” atribuída pela Comissão Vitivinícola Regional de Lisboa.
  • Adega do Monte Branco



    Construída em 2006, a Adega do Monte Branco encontra-se integrada na paisagem alentejana com vista para o histórico castelo de Estremoz no Alentejo. Possui um total de 26 hectares de vinhas, onde toda a equipa trabalha com o objetivo de assumir um compromisso de controlo rigoroso e a melhor expressão de cada uma das suas castas: Aragonez (Tempranillo), Trincadeira, Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Roupeiro, Arinto e Antão Vaz. Todos os processos são supervisionados pelo enólogo Luís Louro. 
  • Aliança



    Foi em 1927 que 11 associados liderados por Domingos Silva e Ângelo Neves decidiram fundar, em Sangalhos (Anadia), a Aliança, que conta já com mais de 80 anos de vida. Esta iniciou a sua actividade exportando de imediato para o Brasil, África e Europa e hoje, mais de 50% da sua produção destina-se à exportação, sobretudo de vinhos, espumantes e aguardentes, imagem de marca da Aliança em Portugal e nos cerca de 60 países para onde exporta.
  • Almuver

  • Altas Quintas



    O projecto Altas Quintas nasce da obsessão de fazer no Alentejo vinhos com características diferentes para apreciadores exigentes. Não apenas grandes vinhos, mas vinhos que reflictam a nossa obsessão em surpreender e proporcionar o prazer que só os grandes vinhos conseguem dar. A diferença de Altas Quintas começa na sua localização. Num planalto a 600 metros de altitude em pleno Alentejo.
  • Alteia




    A área plantada de vinha estende-se por 10 ha, 6 de vinha nova e 4 de vinha velha, que precisam de ser replantados num futuro próximo. Um primeiro prédio está localizado na freguesia da Penajóia (concelho de Lamego) e as outras duas na freguesia de Alvações do Corgo (concelho de Sta. Marta de Penaguião). Os vinhos, engarrafados desde 2010, têm sido produzidos predominantemente nestes dois prédios a partir das uvas das vinhas velhas. A produção do primeiro prédio (Penajóia) é vinificada a partir de 2013. 

Mostrando 1 - 30 de 632 itens

Receba Informação Gratuita de Vinhos e Gourmet Português

Subscrever Newsletter